fbpx

O Eucalipto

O Eucalyptus urograndis apresenta o seguinte comportamento: Ótima resistência à deficiência hídrica. Lembrando que em solos pobres e, principalmente, deficientes de boro, há necessidade de pequena adubação. A madeira é considerada moderadamente leve, com cerne diferenciado, sua regeneração ocorre através da brotação de cepas, e é considerada boa. O ritmo de crescimento e o rendimento volumétrico são, geralmente, superiores, quando comparados a outras espécies convencionais (crescimento em diâmetro 20% superior a outras espécies), pode chegar até 15% mais do que a altura convencional. Espécie com capacidade comprovada de adaptação em todas as regiões do país, exceto no sul, pois é considerada sensível a geadas severas.

Mitos e Verdades sobre o eucalipto

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Nós da Conflora decidimos compartilhar algumas curiosidades, novidades e especificações técnicas sobre tudo que envolve o ecossistema do eucalipto, com isso vamos atualizar vocês de forma séria, dinâmica e agradável!

As informações que vamos trazer aqui são essenciais para você debater com aquele parente “sabe tudo” (todo mundo tem um desse né?), temos certeza que esse assunto será novidade para os almoços de domingo.

Hoje vamos esclarecer dois mitos com as suas respectivas verdades sobre o eucalipto, mas calma que semana que vem tem mais!

Você já ouviu falar que o cultivo do eucalipto prejudica o solo?
Isso na verdade é um mito, pois o cultivo de eucalipto tem uma longa duração, possuindo ciclos de aproximadamente sete anos. Nesse tempo ele atuará protegendo o solo e contribuindo para melhoria da drenagem, armazenamento de água e aeração.

Outro mito é que o eucalipto gera poucos benefícios econômicos nos municípios. Na verdade, quando as plantações são feitas de forma correta gera grande número de empregos, investimentos em infraestruturas e consumos de bens locais, também podem aumentar as iniciativas na área social, como: construção de casas, postos de saúde, hospitais e escolas.